RSS

Planejamento Tributário de Pessoa Física.

15 set

Em meio a avalanche de impostos pagos, como reduzir a carga tributária de pessoas físicas, para que se paguem um imposto de rendajusto, e nada mais que isso.

Todo ano é a mesma coisa, chegam os meses de março e abril, e o contribuinte fica desesperado com o imposto de renda de pessoa física. E isso ocorre por falta de um planejamento tributário adequado às necessidades do contribuinte.

O contribuinte da nossa classe média, é taxado em 27,5% dos seus rendimentos, se praticar alguma operação sujeita ao ganho de capital,terá um custo de 15% sobre o lucro da operação, isso sem contarmos o desconto de até 11% sobre seus rendimentos, o imposto sindical (1 dia de trabalho em março ou se posterior a março, no mês de sua admissão), contribuições assistenciais, confederativas, e outras taxas do sindicato representativo de sua categoria, e não esqueçamos o ipva, iptu, anuidades de conselhos regionais (CRC, CREA, OAB), etc…

Como podem perceber o Brasil está na última colocação no ranking que mede o retorno oferecido em serviços públicos de qualidade à população em relação ao que o contribuinte paga em impostos. Segundo o estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT), o país ficou pela 5ª vez seguida na “lanterninha” da lista.

O período da declaração de irpf compreende o ano anterior ao da declaração, ou seja, os meses de janeiro a dezembro. Então o contribuinte deve começar a preparar sua declaração no ano anterior ao da declaração, preparando seus gastos para que se tornem despesas dedutíveis para o ano seguinte, e com isso consiga diminuir sua carga tributária. Mas como ele fará isso?

Vejamos algumas situações onde o contribuinte, devidamente documentado, poderá abater da sua base de cálculo de imposto de renda de pessoa física e não sofrer retenção excessiva do imposto na fonte.

a) – Declaração de dependentes, por escrito. Cada dependente deduz a base de cálculo.

b) – O INSS retido deduz da base de cálculo, tanto para o autônomo quando para o assalariado.

c) – Contribuição de previdência privada, para os assalariados e dirigentes de empresa, desde que o valor seja encargo da pessoa física, no limite de 12% da renda tributável do contribuinte.

d) – Pensão alimentícia judicial, quando a fonte pagadora tiver a obrigação legal de reter.

Profissionais autônomos que escriturem o livro caixa, poderão deduzir as despesas decorrentes de sua atividade, e quando o profissional se utiliza de seu imóvel residencial para o exercício de suas atividades, ele pode abater até um quinto de suas despesas no imposto de renda,tais como aluguel, condomínio, luz, água e iptu. Base: PN CST 60/78.

Portanto, durante o ano, guarde os recibos (ou cópias dos cheques nominais emitidos, que também são comprovantes válidos) com despesas médicas, odontológicas e pagamentos de seguro-saúde e planos médicos. Estes valores são dedutíveis na apuração anual do imposto, desde que os mesmos tenham sido ônus da pessoa física declarante.

 Receita e despesa devem manter correlação com a atividade, independentemente se a prestação de serviços foi feita para pessoas físicas ou jurídicas.

O excesso de deduções apurado no mês pode ser compensado nos meses seguintes, até dezembro.

O excedente de que trata o parágrafo anterior, porventura existente no final do ano-calendário, não pode ser transposto para o ano seguinte.

Fontes de pesquisa:

http://g1.globo.com/economia

http://www.portaldeauditoria.com.br/

http://www.portaltributario.com.br/dicaspf.htm

Lei n. 8.134 de 27/12/1990 art. 6, Decreti 3.000 de 26/03/1999 – Regulamento do Imposto sobre a Rena (RIR 1999), arts. 75 e 76. Instrução Normativa SRF 15

 
Deixe um comentário

Publicado por em setembro 15, 2015 em Noticias

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: